Operação Lei Seca ; prende policial civil, advogado e oficial de justiça

As ações da Lei Seca continuam em Porto Velho. Entre a noite de sexta-feira (5) e a madrugada deste sábado (6), 18 motoristas foram conduzidos para a Central de Flagrantes ao serem flagrados dirigindo embriagados durante uma ação realizada na Avenida Calama, Bairro Embratel, na capital.

Entre os presos, está um agente da Polícia Civil de 28 anos. Segundo o boletim de ocorrência, ao ser abordado, ele negou que tenha ingerido bebida alcoólica, mas se recusou a realizar o teste do bafômetro. No entanto, devido aos olhos vermelhos, o forte odor de álcool, a fala alterada e aparência de sonolência, ele foi conduzido para a delegacia.

Outro envolvido, foi um oficial de justiça que aceitou realizar o teste do bafômetro, sendo o resultado 0,67 mg/L. O oficial de justiça recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Central de Flagrantes por embriaguez da direção.

Já um advogado de 30 anos, se negou a realizar o teste de bafômetro, mas segundo os policiais este também apresentava sérios sinais de embriaguez como forte odor de álcool, falante, sonolência, disperso. O advogado estava, ainda, com o licenciamento do veículo atrasado e foi levado para a delegacia.

Dados da Companhia Independente de Trânsito mostram que em dezembro, 87 motoristas foram presos dirigindo embriagados. A multa para quem é flagrado dirigindo sob efeito de álcool, infração gravíssima, é de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses, retenção do veículo até a apresentação de outro condutor habilitado. Em caso de reincidência em menos de 12 meses, o valor da multa dobra.

 

Rondoniagora

Vejá também

VIDEO- RO : Fazendeiro é morto a tiros dentro de caminhonete

  A vítima tinha acabado de sair de casa em uma caminhonete modelo Ranger, quando …