Brasil adotará documento único para RG, CPF e título

O governo federal lançou, nesta segunda-feira (5), um projeto que pretende reunir em um só documento de identidade o Registro Geral (RG), o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o título de eleitor. O governo acredita que o Documento Nacional de Identificação (DNI) estará disponível a partir de julho deste ano. A nova versão da identidade poderá ser exibida por meio de smartphones.

O secretário de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Marcelo Pagotti, observou que o Registro Geral e outros registros do cidadão ainda dependem do convênio entre os Estados para poderem constar no novo documento.

Pagotti também explicou que a base de dados do DNI é formada, inicialmente, pelo cadastro de eleitores do Tribunal Superior Eleitoral, que reúne cerca de 75 milhões de biometrias. Ainda em fase de testes, o aplicativo para visualizar o DNI estará disponível somente quando todos os requisitos de segurança forem avaliados. O aplicativo estará disponível para Android e iOS.

Para obter o documento, é preciso ter a biometria cadastrada no TSE, baixar o aplicativo do DNI e preencher a ficha. Depois, ir a um dos postos de atendimento para verificação e validação dos dados pessoais. Atualmente, os postos autorizados são os da Justiça Eleitoral.

Em breve, o governo pretende criar mecanismos para que pessoas sem a biometria cadastrada ou que ainda não tenham idade para votar possam utilizar o DNI.

Vejá também

Supermercados Irmãos Gonçalves não tem mais carne para venda em Porto Velho

A crise da falta de combustíveis em Rondônia e o fechamento de rodovias começam a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *