explosicao


Vídeo- Policial de folga, mãe mata ladrão armado em frente a uma escola com crianças, em Suzano

 

Reprodução/Youtube

Uma policial militar de folga, que tinha ido participar de uma comemoração de Dia das Mães na escola onde a filha estuda, em Suzano, baleou um suspeito em frente a unidade. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito, de 21 anos, estava com um revólver calibre 38 e já tinha abordado outras mães que aguardavam a abertura do portão, além de ter revistado o segurança da escola para ver se ele estava armado.

Ainda de acordo com a PM, a policial viu a movimentação e ouviu uma mulher dizendo que era assalto. Neste momento, a policial foi se afastando, sacou a arma e disparou três vezes contra o suspeito.

A polícia disse ainda que o suspeito, que já tinha feito um disparo que não acertou ninguém, fez um segundo disparo, que falhou. Foi quando a policial conseguiu se aproximar do suspeito. O suspeito foi socorrido para a Santa Casa de Suzano, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A policial é do 4° Batalhão de Ações Especiais de Polícia, da Zona Leste da capital. O caso foi encaminhado para o Distrito Policial Central de Suzano.

A ocorrência foi em frente ao Colégio Ferreira Master, unidade particular, que fica no bairro Cidade Cruzeiro do Sul, em Suzano. De acordo com funcionários da escola, mesmo após o ocorrido a comemoração de Dia das Mães foi realizada e que, somente após o término das atividades a direção irá se pronunciar.

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra o momento em que o suspeito se aproxima de um grupo de mulheres e crianças e aponta o revólver para uma pessoa. Neste momento, ao lado dele, está a policial, que saca uma arma e dispara contra o suspeito. As pessoas que estavam em frente a escola correm. O suspeito cai no chão e a policial se afasta. Ela se aproxima novamente do suspeito, afasta a arma que ele usava e o rende.

Testemunha diz que homem seria um ladrão
A mãe de outra aluna da escola, que estava perto do portão de entrada no momento dos disparos, conversou com o G1 e disse que o suspeito tinha abordado outra mãe momentos antes de dar o primeiro tiro. A testemunha pediu que o nome dela seja mantido em sigilo.

Segundo a testemunha, essa outra mãe foi abordada quando já estava na rua da escola. “Assustada, ela caminhou com a filha em direção ao portão de entrada da unidade, quando o suspeito apontou a arma. ‘É um ladrão, é um ladrão’. Deu pra ouvir isso e depois os tiros”, disse a testemunha que conversou com o G1.

 

Fonte: G1

Vejá também

URGENTE – Tenda do camarote Villa Sertaneja cai em cima de poste de alta tensão e causa pânico

Um susto na noite deste domingo (23), quando parte da estrutura do camarote Villa Sertaneja …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *