naiara azeved


Neodi não pode ser candidato à vice , por ter supostamente praticado conduta vedada

Ex-deputado foi anunciado como vice de senador Acir Gurgacz (PDT)

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Neodi Carlos (PSDC) deverá ter o registro de candidatura impugnado pela justiça eleitoral por ter praticado conduta vedada durante o período que antecede as eleições.

Proprietário de uma emissora de rádio em Machadinho do Oeste (97.9 Machadinho FM), ele apresentou, até a semana que antecedeu a convenção, um programa dominical de rádio, onde entrevista cantores, fala sobre política e cotidiano da cidade.

O Ministério Público Eleitoral já está averiguando as situação. O prazo para que pré-candidatos que trabalham em emissoras de rádio e TV a cargos nas eleições deste ano se afastassem, encerrou no dia 30 de junho. A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a Lei nº 9.504/1997, Artigo 45, Parágrafo 1º, a partir desta data, é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição de multa à emissora e de cancelamento do registro da candidatura.

Neodi foi anunciado como vice de Acir Gurgacz em convenção realizada em Ariquemes no último fim de semana.

Vejá também

Grupo no Senado tenta votar projeto que enfraquece a Ficha Limpa e reduz inelegibilidade de político condenado

Texto contraria decisão do STF que determinou inelegibilidade de oito anos para políticos condenados antes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *