No Banner to display



“Mais uma vez” IBOPE erra feio nas eleições de 2018 em Rondônia

PORTO VELHO – RO – Até agora, ninguém sabe se o erro do IBOPE nas eleições de Rondônia deste ano foi natural ou proposital. O que se tem certeza é que o Instituto não tem acertado há muito tempo seus prognósticos com os eleitores do Estado.

Senão, vejamos: De acordo com as sondagens do Ibope divulgadas na última sexta-feira (5) para Governo do Estado, Expedito Junior teria (PSDB): 43%, Maurão de Carvalho (MDB) 18%, Acir Gurgacz (PDT), que teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aparecia com 15%.

O candidato estreante ao Governo coronel Marcos Rocha (PSL), sempre manteve-se no quarto lugar com 8% e 7% das intenções de voto, segundo dados da Pesquisa.

Quando as urnas foram abertas, o IBOPE começou ficando desmoralizado porque os votos do candidato Vinicius Miguel apareciam com expressividade e suplantavam ainda nos primeiros trinta por cento de urnas apuradas, o candidato Maurão de Carvalho. Curiosamente, o Instituto sequer registrou um possível crescimento do candidato.

Expedito Júnior, segundo a sondagem, era o segundo candidato com maior rejeição, apontou o Ibope. O tucano estava com 22% de rejeição, liderando a Pesquisa. O terceiro mais rejeitado pelos eleitores foi o candidato Maurão de Carvalho com 18%.

O instituto de Pesquisa também errou na corrida ao Senado Federal. Na sondagem divulgada na última sexta-feira, 05, pela TV Rondônia, emissora afiliada da Rede Globo, Confúcio Moura aparecia como líder da pesquisa seguido deputado federal Marcos Rogério (DEM). Quando as urnas começaram a abrir, Marcos Rogério disparou na frente.

É importante lembrar que em 2002, o IBOPE também errou feio em seus prognósticos em Rondônia. Portanto, olho vivo no segundo turno.

Rondonoticias / Conexaojaru

Vejá também

RO : Suspeito é preso após agredir e expulsar mulher de casa para dormir com enteada

Mais um caso de estupro foi registrado na Central de Flagrantes na madrugada deste domingo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *