Espaço sem Banner de Publicidade



Professor de escolinha de futebol é preso suspeito de estupros

Um treinador de escolinha de futebol da região do CPA foi preso pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), na tarde de segunda-feira (17). Trata-se de C.B.A., de 31 anos, conhecido por professor Willian, que foi preso no Bairro Três  Barras, em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Ele responderá por estupros.

 

A investigação começou em outubro deste ano, quando a mãe de um menino procurou a Delegacia e relatou os fatos praticados pelo professor da escolinha de futebol que atende os bairros Dr. Fábio, Três Barras e Novo Horizonte. A escolinha atende dezenas de crianças e adolescentes, sexo masculino, entre  8 a 16 anos.

 

Foi instaurado inquérito policial e até requisitada a prisão do suspeito em relação a primeira vítima, mas a Justiça entendeu pela não decretação. As investigações evoluíram e duas novas mães de vítimas, com idades de 14 anos, denunciaram que também seus filhos tinham sofrido abuso sexual por parte do professor.

 

Os dois meninos passaram por exame de corpo delito e por atendimento da equipe psicossocial. Segundo a Polícia Civil, os laudos periciais confirmaram os estupros. Um dos meninos teria sido abusado sexualmente no momento em que teria retornado de uma viagem com os alunos da escolinha.

 

A mãe contou que o filho, à época com 13 anos, viajou para o Rio de Janeiro e Goiás para participar de testes de seleção, e durante a viagem foi abusado sexualmente pelo professor. A mãe informou que os abusos ocorreram outras vezes, assim como ocorreu com outro garoto de 14 anos, amigo do filho, que teria sido abusado durante uma viagem a Curitiba (PR). O suspeito ainda teria feito o garoto tomar um medicamento e usar um gel na virilha alegando que era para melhorar o rendimento físico.

 

Segundo a apuração, o professor praticava os abusos durante viagens com os alunos, em hotéis onde ficavam hospedados. No celular dele, apreendido após sua prisão, foram encontrada dezenas de imagens (fotos e vídeos) de meninos se masturbando, do órgão sexual,  e mostrando o abdômen, apenas de cueca.

Por conta das imagens ele foi autuado em flagrante nos artigos 241 B da Lei .8069/90, por adquirir, possuir ou armazenar  imagens de pornográficas envolvendo crianças ou adolescentes.

 

A Polícia Civil suspeita de que foram dezenas de alunos que sofreram abusos sexuais por parte do professor e solicita que as mães dessas eventuais vítimas procurem a Deddica para efetivar a denúncia, por meio de boletim de ocorrência.

 

O preso será interrogado e apresentado em audiência de custódia nesta terça-feira (18). O mandado de prisão foi decretado pela 14ª Vara Criminal de Cuiabá.

Fonte: MidiaNews

Vejá também

Jaru: Homem furta motocicleta em Bar, após proprietária esquece chave em mesa

Uma motocicleta  Honda /CG 150 foi furtada na noite do último sábado (06), em um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *