Espaço sem Banner de Publicidade



Tragédia após rompimento de Barragem da Vale, comove todo o Brasil

Área inundada pela lama após rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. — Foto: Divulgação/Cemig


O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou a morte de 34 pessoas por conta da queda da barragem I da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG). O governo do Estado chegou a confirmar 40 mortos, mas retificou a informação uma hora depois. Com essa informação, a queda da barragem em Brumadinho já fez mais vítimas que o desastre ambiental de Mariana, em 2015, que deixou 19 mortos. 

Os bombeiros também informaram que 296 pessoas estão desaparecidas. Há ainda 81 desabrigados e 23 pessoas hospitalizadas. Em entrevista coletiva na tarde deste sábado, o coronel Anderson Almeida afirmou que ainda há um risco de desmoronamento de outra barragem do complexo, mas que os bombeiros e a Vale estão

Estão trabalhando para tentar garantir a segurança da área. “Não descartamos o rompimento da barragem VI, ainda estamos trabalhando numa situação em que pode estar seguro, estamos drenando”, afirmou o oficial. Segundo o oficial, mais de 200 pessoas trabalham nas buscas na área que foi atingida pela lama da barragem.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais recebeu reforço de oficiais da corporação no Rio de Janeiro e de oficiais da Força Nacional.

Vejá também

Após queimadas aumentarem 370%, Rondônia deflagra operação de combate a incêndios

O governo de Rondônia iniciou nesta sexta-feira (23) uma operação conjunta para prevenir e combater …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *